Açude de Coremas chega a 2,6% do volume total de água, e Boqueirão cai para 6,4%

176

Os dois maiores açudes da Paraíba estão agonizando. Por conta da seca prolongada, os açudes de Coremas Mãe D”´água no Sertão, e o Epitácio Pessoa, em Boqueirão, no Cariri do Estado, estão com suas cargas reduzidas.

O nível do açude Coremas, chegou a apenas 2,6% da capacidade total de armazenamento de água. A medição foi divulgada esta semana pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa-PB). Devido ao baixo volume, o açude de Coremas teve uma grande redução na perenização dos rios Piranhas, Piancó e outras cidades, que passaram a receber águas do açude Mãe D’água, que está com menos de 10% do volume total.

De acordo com a ANA, desde o dia 3 de outubro deste ano, a perenização de trechos dos rios Piancó e Piranhas, com o objetivo de abastecimento público de cidades da Paraíba e do Rio Grande do Norte, está sendo realizada a partir do açude Mãe d’Água. Para isto, está sendo usada uma vazão de 2,6 m³/s. Mesmo com o uso das águas do açude Mãe D’água, ainda existe uma vazão de 0,5 m³/s, saindo do açude de Coremas. Segundo a ANA, isso está acontecendo devido à impossibilidade de fechar completamente uma das válvulas de controle do reservatório, que está danificada. Ao todo, está sendo liberada uma de 3,1 m³/s para o rio Piancó.

A medida já era prevista e chegou a ser anunciada pela Agência Nacional das Águas (ANA) durante uma reunião realizada na Paraíba, em 9 de junho deste ano, ocorrida em Campina Grande. A previsão apontada era entre outubro e novembro deste ano.

Segundo a agência, quando o açude de Coremas chegar a 14,9 milhões de metros cúbicos, o sistema de captação de água por meio de gravidade perde a eficácia e, por isso, a captação vai ser feita por bombas flutuantes para garantir o abastecimento apenas do município de Coremas.

De acordo com os dados da Aesa, o açude de Coremas tem capacidade para armazenar 591.646.222 metros cúbicos de água, mas está com apenas 15.636.454 metros cúbicos. Já o açude Mãe D’água, tem capacidade para 567.999.136 de metros cúbicos de água, mas está com apenas 56.456.494 metros cúbicos, o que representa 9,9%. Somente neste 15 dias de outubro, o nível de água baixou 2,49 milhões de metros cúbicos de água. No dia 1 de outubro ele estava com 19,123 milhões de metros cúbicos e nesta quinta-feira (13) está com 15,636 milhões.

Segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), Boqueirão pode armazenar mais de 411,6 milhões de metros cúbicos (m³), mas está com apenas 26,3 milhões de m³.

Por sua vez, o açude Epitácio Pessoa, conhecido como açude de Boqueirão, no Cariri, chegou mais uma vez ao pior nível histórico, nesta sexta-feira (16). O volume de água do reservatório chegou a 6,4%, batendo um novo recorde negativo desde a fundação e primeira sangria do açude, no fim da década de 50.

 

VEJA MAIS

http://www.pbagora.com.br/conteudo.php?id=20161016120126&cat=paraiba&keys=acude-coremas-chega-volume-total-agua-boqueirao-cai