Barulho de bomba que assustou catoleenses na manhã desta quarta (28) foram provocados por aeronaves que participam de missões do CRUZEX 2018

3755

Por volta das 10h30 da manhã desta quarta-feira (28 de novembro) um fato inusitado e de natureza misteriosa ocorreu na cidade de Catolé do Rocha, Sertão da Paraíba. Um estrondo semelhante ao de uma bomba potente foi ouvido nos quatro cantos da cidade.

Para a reportagem do Catolé News, que no momento estava na Praça Sérgio Maia, coração administrativo do município, bem no centro da cidade, foi testemunha do estrondo. De repente alguns servidores da Prefeitura Municipal saíram do Paço Municipal, e se juntaram a populares que transitavam pela urbe, procurando de onde tinha vindo o tal barulho estranho.

Nossa reportagem buscou imediatamente respostas para estes estrondos, e eis que surgiram rapidamente as explicações, confira:

EXPLICAÇÕES PARA OS ESTRONDOS

Resultado de imagem para Cruzex 2018 Aeronaves em treinamento rompem a barreira do som em Caicó e causam estrondo

Aeronaves que participam de missões de treinamento no Exercício Cruzeiro do Sul (Cruzex 2018), na Base Aérea de Natal, romperam a velocidade do som na manhã desta quarta-feira (28), na região de Caicó, no Oeste Potiguar, atingindo a região fronteiça com o Sertão da Paraíba.

De acordo com a direção da Cruzex 2018, as aeronaves estavam a cerca de 5 Km de altura e cumpriram todos os procedimentos de segurança previstos para essa manobra de treinamento, o que garantiu a não existência de risco para a população local.

A Cruzex é um exercício multinacional envolvendo forças aéreas estrangeiras que busca fomentar o treinamento das tripulações dos países envolvidos, com foco especial na segurança dos voos e da população local.

Algumas aeronaves estrangeiras que estão participando da Cruzex 2018 conseguem fazer voos supersônicos, a exemplo disso os jatos F-16 do Chile e dos EUA e os Mirage 2000 do Peru.

Um avião supersônico é capaz de alcançar velocidades maiores que a do som, ou seja mais de 1234,8 Km/h (Mach 1). O F-16, por exemplo, é um caça que consegue alcançar 2 vezes a velocidade do som – Mach 2.05 (2,175 km/h).

Quando essas aeronaves atingem a velocidade do som, ocorre um estrondo (estrondo sônico) associado às ondas de choque criadas por um objeto viajando através do ar com uma velocidade maior que a do som.

Estrondos sônicos geram uma enorme quantidade de energia sonora, soando muito similares a uma explosão. De acordo com a Cruzex 2018, quando os caças atingiram a velocidade de som, estavam bastante baixos, e o som chegou até a “abalar” o chão.

CATOLÉ NEWS

Essa matéria já foi vista 628