Carro que colidiu com Fiat matou duas mulheres e deixou feridos na BR 230 em Sousa; S10 era conduzida por ex-prefeito;

178

Cinco pessoas da mesma família deram entradas no Hospital Regional de Sousa no começo da noite desta terça-feira (14), vítimas de um abalroamento envolvendo uma S10 preto, placa KGF-8198, Cajazeiras/PB, e um Fiat Mobi, placa PND-1844 de Quixeramobim (CE), na BR 230, saída de Sousa para Aparecida no Sertão da Paraíba.

As informações apontam que as vítimas seguiam em caravana Poço José de Moura à Aparecida, oportunidade que participariam da posse do novo padre, César Pamplona.

Parte desta caravana estava no pátio do Posto de Combustíveis Max, quando o Fiat Mobi com a família fizera a manobra para o Estacionamento no Posto. A Caminhoneta que vinha um pouco a trás, chegou a abalroar na traseira do Fiat ocasionando o acidente.

As pessoas que vinham no Fiat, algumas ficaram presas entre as ferragens, e foi preciso ajuda do Corpo de Bombeiros para desencarcerar as vítimas que foram todas socorridas ao Hospital Regional pelo SAMU, com exceção de Ana Maria, aproximadamente 52 anos, morreu no local do sinistro.

Deram entrada no Hospital, o condutor do Carro, Francisco Eulre Estrela Barros, a Esposa, a senhora Lucilene Pedrina Ribeiro 55 anos, e uma Menor de 07 anos.

A Caminhonete S10 era conduzida pelo ex-prefeito de São José de Piranhas, Domingos Neto. Os ocupantes nada sofreram.

A notícias chegadas do Hospital Regional de Sousa, aponta que morreu a 2a vítima do acidente. Trata-se da Senhora, Geralda Maniçoba de Oliveira, 70 anos. Ela se encontra na área vermelha em estado muito grave. Quando chegou socorrida pelo SAMU, deu parada cardiorespiratória, mesmo assim foi reanimada, porém não resistiu aos ferimentos.

Geralda Maniçoba – Vítima fatal

A Polícia Rodoviária Federal foi acionada para tomar providências ao caso

Folha do Sertão

Essa matéria já foi vista 443