CELTA FICA NO EMPATE COM CATOLÉ E AS DUAS EQUIPES SE DESPEDEM DO PARAIBANO DE FUTSAL 2018

72
Jogo da equipe do Celta contara a equipe de Catolé. (Foto: Jandicléia Almeida)

Em um jogo digno de clássico dentro da quadra, mas marcado por erros por parte da arbitragem, Celta e Catolé empataram em 4 a 4, em jogo disputado nesta sexta-feira (27), pela última rodada do Campeonato Paraibano de Futsal 2018. O confronto foi disputado na quadra do Colégio Luzia Maia, na cidade de Catolé do Rocha, no sertão Paraibano.

Equipe de Catolé do Rocha. (Foto: Clinton)

Logo no inicio do primeiro tempo à equipe de Catolé faz 3 gols, um dos gols foi polêmico, pois o jogador do Celta Kildery tinha sido atingido pelo jogador do Catolé e o arbitro não deu falta e deixou seguir o jogo mesmo com o jogador machucado dentro de quadra, com isso a equipe de Catolé aproveitou o momento e ampliou o placar.

Ainda no primeiro tempo a equipe do Celta consegue reverter o placar e empata a partida, com gols de Caique, camisa 2, Romário, camisa 5 e Neguin com a camisa 11.

Equipe do Celta e comissão técnica. (Foto: Clinton)

Logo no inicio do segundo tempo Catolé ampliar o placar para 4 a 3. Empurrado por sua torcida, Romário camisa 5 do Celta conseguiu o empate e o jogo encerra com o placar empatado em 4 a 4, com esse placar as duas equipes se despedem da competição.

A equipe do Celta com a torcida que foi prestigiar o jogo na cidade de Catolé. (Foto; Douglas)

A torcida do Celta foi em peso a cidade de Catolé para prestigiar a equipe mesmo o time já estando desclassificada do Paraibano 2018.

A torcedora do Celta Patrícia Araújo, falou com o Portal São Bento em Foco sobre a importância de apoiar a equipe mesmo o Celta já desclassificado. “Um jogo muito proveitoso, apesar de que a equipe já estava desclassificada, mas mesmo assim os meninos se empenharam e conseguiram o empate. Com uma equipe toda de São Bento, que passa o dia trabalhando e tem a força de vontade de treinar durante a semana inteira, então eles deram o melhor deles e representar a cidade”, fala Patrícia ao portal.

O técnico do Catolé, Zivanildo desabafou com a reportagem do São Bento em Foco, a falta de incentivo para a equipe por parte da gestão da cidade de Catolé do Rocha. “A nossa equipe ainda não estava totalmente desclassificada, mas infelizmente não conseguimos a vitória e a soma de pontos para se classificar. O apoio aqui é muito pouco, também vem sendo muito difícil trabalhar com futsal, pois não se tem incentivo por parte do poder público da cidade, muito diferente das cidades de São Bento e Brejo que tem apoio das prefeituras e de comerciantes”, ressalta o técnico de Catolé.

O treinador do Celta, Carlinhos, dá uma dimensão do significado do diferencial que o jogador Romário fez em quadra e da despedida do Paraibano 2018. “Catolé por jogar em casa não se sentiu a vontade, pois a torcida do Celta veio em peso para assistir o jogo. O atleta diferenciado hoje foi Romário, com ótima marcação, autor de 2 gols. Não conseguimos ampliar o placar, pois estouramos as faltas, mas a gente veio para buscar um ponto no campeonato e conseguimos. Mas é isso aí, vamos nos preparar para as próximas competições com uma equipe que representa a cidade com atletas prata da casa”, disse Carlinhos.

Os atletas do Celta trocando de roupa em um beco, pois o ginásio se encontrava fechado. (Foto: Jandicléia Almeida)

O jogo além de ter sido marcado por faltas e erros da arbitragem, também teve a polêmica de não terem aberto os vestiários para os atletas tocarem de roupa. Os jogadores tiveram que trocar as vestimentas em um beco que faz parte do ginásio sem nenhuma estrutura e banheiros adequados.

Com o placar de 4 a 4 as duas equipes se despedem do Paraibano de Futsal 2018.

 

São Bento em Foco

Por: Jandicléia Almeida

ESSA MATÉRIA JÁ FOI VISTA 298