Cigano acusado de matar cabo da PM em Sousa é absolvido por 5 votos a 2, confira

140

O réu Manoel Messias Alves, conhecido como “Cigano Culinha”, foi absorvido pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da cidade de Sousa por 5 votos a 2. O júri foi realizado na manhã desta quinta-feira (10) no Fórum Dr. José Mariz em Sousa.

 

O cigano Manoel Messias (Foto), foi acusado de ter assassinado com golpes de foice no mês de dezembro de 2011, o Cabo da PM Givanildo Barbosa Lopes (Cabo Lopes), que tinha 50 anos. O crime aconteceu no Rancho de Pedro Maia em Sousa.

Essa matéria já foi vista 1968

Da Redação