Composição de Conselho de Defesa dos Direitos da Mulher encalha votação de Projeto na Câmara Municipal de São Bento

208

A composição do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher  do Município de São Bento – PB vem gerando uma extensa polêmica, entre vereadores da oposição e situação do município Da Terra da Rede, nos últimos dois meses, embaraçando a votação de projeto de proteção da mulher na casa de lei.


Tudo começou há 72 dias, quando a propositura começou a tramitar no Poder Legislativo Municipal, e teve sua pauta trancada na última quarta-feira (17), por causa de desentendimentos entre o presidente da Casa, o vereador Zé Carnaúba (oposição), e o líder da situação na câmara, o parlamentar Artur Araújo.

Em participação no Jornal Correio da Manhã da Rádio São Bento desta quinta-feira, o vereador Zé Carnaúba revelou que a oposição vota, por unanimidade, na proposta, porém, solicita que haja um representante do Poder Legislativo na composição do conselho.

Procurado pela nossa reportagem, o vereador Artur Araújo relatou que o conselho deve ser composto por dez membros, sendo 05 da sociedade civil e 05 do Poder Executivo, sobretudo, de entidades ligadas à mulher, e explicou que o retardamento em aprovar a proposta não passa de barganha de parlamentares opositores, que tentam impedir a votação do projeto e acrescenta que, caso isso aconteça, o município perderá o valor de 600 mil reais oriundos de Programas de Promoção da Mulher do governo federal.

Leomarque Pereira

Essa matéria já foi vista 1589