Lista da Odebrecht vazada na mídia nacional inclui três paraibanos

223

Documentos apreendidos na casa de executivo da Odebrecht trazem nomes de 47 deputados, 18 senadores, dez governadores e dez ministros de Temer. Eles só serão investigados se estiverem na lista de Janot. O vice-presidente do Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB); o líder do governo, deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP) e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) são os paraibanos que aparecem na lista, publicada hoje pelo site Congresso em Foco.

Obs: A lista dos políticos que aparecem nos documentos da Odebrecht foi publicada em março do ano passado. Foram feitos cruzamentos para identificar datas, nomes e locais constantes das versões originais, além da eliminação de erros de grafia e da decodificação de certos apelidos. Trata-se de uma relação atualizada nesta quinta-feira (16), pelo Congresso em Foco, com a inclusão de alguns nomes que só foram identificados posteriormente. Há pelo menos dez ministros do atual governo, 18 senadores e 47 deputados e nove governadores.

Em contato com a reportagem do Portal WSCOM, a assessoria do senador Cássio disse que a lista é requentada. No ano passado, o próprio senador divulgou vídeo nas redes sociais edxplicando que a doação da Odebrecht a sua campanha foi legal, aprovada pela Justiça eleitoral.

Veja lista completa:

MINISTROS
Antonio Imbassahy (PSDB-BA) – Secretaria de Governo
Bruno Araújo (PSDB-PE) – Ministro das Cidades
Eliseu Padilha (PMDB-RS) – Ministro da Casa Civil
Gilberto Kasssab (PSD-SP) – Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
Mendonça Filho (DEM-PE) – Ministro da Educação
Moreira Franco (PMDB-RJ) – Ministro da Secretaria-Geral de Governo
Osmar Terra (PMDB-RS) – Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário
Raul Jungmann (PPS-PE) – Ministro da Defesa
Ricardo Barros (PP-PR) – Ministro da Saúde
Roberto Freire (PPS-SP) – Ministro da Cultura

GOVERNADORES
Beto Richa (PSDB-PR)
Fernando Pimentel (PT-MG)
Geraldo Alckmin (PSDB-SP)
Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ)
Marconi Perillo (PSDB-GO)
Raimundo Colombo (PSD-SC)
Reinaldo Azambuja (PSDB-MS)
Tião Viana (PT-AC)
Wellington Dias (PT-PI)

SENADORES
Aécio Neves (PSDB-MG)
Ana Amélia Lemos (PP-RS)
Armando Monteiro (PTB-PE)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Ciro Nogueira (PP-PI)
Eunício Oliveira (PMDB-CE)
Fernando Bezerra (PSB-PE)
Gleisi Hoffmann (PT-PR)
Humberto Costa (PT-PE)
Jader Barbalho (PMDB-PA)
José Agripino (DEM-RN)
José Aníbal (PSDB-SP) – suplente
José Serra (PSDB-SP)
Lindbergh Farias (PT-RJ)
Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Renan Calheiros (PMDB-AL)
Romero Jucá (PMDB-RR)
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

DEPUTADOS
Afonso Hamm (PP-RS)
Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) – líder do governo na Câmara
Arnaldo Jardim (PPS-SP) – licenciado
Arthur Oliveira Maia (PPS-BA)
Arthur Virgilio Bisneto (PSDB-AM)
Bebeto Galvão (PSB-BA)
Betinho Gomes (PSDB-PE)
Beto Mansur (PRB-SP)
Carlos Zaratini (PT-SP)
Celso Russomanno (PRB-SP)
Clarissa Garotinho (PRB-RJ)
Daniel Almeida (PCdoB-BA)
Daniel Coelho (PSDB-PE)
Fernando Marroni (PT-RS)
Heráclito Fortes (PSB-PI)
Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE)
José Carlos Aleluia (DEM-BA)
José Otávio Germano (PP-RS)
José Priante (PMDB-PA)
Júlio Lopes (PP-RJ)
Jutahy Magalhães Jr. (PSDB-BA)
Luciano Ducci (PSB-PR)
Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA)
Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR)
Luiz Carlos Ramos (PTN-RJ) – licenciado
Luiz Sergio (PT-RJ)
Mandetta (DEM-MS)
Marcio Biolchi (PMDB-RS) – licenciado
Marco Maia (PT-RS)
Maria do Rosário (PT-RS)
Mendes Thame (PV-SP)
Nelson Pelegrino (PT-BA)
Otávio Leite (PSDB-RJ)
Paes Landim (PTB-PI)
Patrus Ananinas (PT-MG)
Paulinho da Força (SD-SP)
Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG)
Paulo Teixeira (PT-SP)
Renato Molling (PP-RS)
Rodrigo Maia (DEM-RJ)
Rogério Marinho (PSDB-RN)
Ronaldo Lessa (PDT-AL)
Ronaldo Zulke (PT-RS)
Rosinha da Adefal (PTB-AL)
Sérgio Zveiter (PSD-RJ)
Silas Brasileiro (PMDB-MG)
Zé Geraldo (PT-PA)

Da redação com Congresso em Foco

Essa matéria já foi vista 521