Maranhão pode jogar a toalha e desistir de candidatura; MDB tenta fechar chapa, mas cenário é delicado

156

O senador José Maranhão (MDB), que até aqui não conseguiu atrair nenhum partido, com exceção do PR, do deputado Wellington Roberto e cujo filho deverá ser seu provável vice, vem encontrando extrema dificuldade na formação de uma aliança que garanta pelo menos formar a chapa majoritária para disputa na Paraíba. Seu partido, o MDB, será praticamente o último partido a realizar convenção (prevista para este domingo, dia 05, às 17h), mas o emedebista, que tenta voltar ao Palácio da Redenção pela quarta vez, ainda não tem definidos os nomes de sua chapa majoritária, notadamente os dois postulantes ao Senado Federal, e corre sério risco de chegar a ‘última volta do ponteiro’ sem qualquer definição, o que pode resultar, inclusive, numa desistência.

Depois do anúncio do apoio do PP à candidatura de Lucélio Cartaxo (PV) e de informações de que o governador Ricardo Coutinho (PSB) já resolveu supostas insatisfações do deputado Hugo Mota (PRB) e do ex-deputado Wilson Santiago (PTB), Maranhão (MDB) tenta cartadas finais com o PSC, do deputado federal Marcondes Gadelha, e PDT, da vice-governadora Lígia Feliciano.

Embora haja insistentes desmentidos por parte de sua assessoria, os boatos nas últimas horas são de que amigos antigos e bem próximos do senador estariam aconselhando a reavaliar sua candidatura a governador, informa reportagem do portal Bastidores da Política.

O PSC, segundo as informações, busca uma coligação que ofereça possibilidade de eleição do candidato Leonardo Gadelha. Já o PDT quer assegurar um mandato para o deputado Damião Feliciano. Na chapa de Maranhão, na disputa proporcional, só existiria garantia da reeleição do deputado Wellington Roberto e, em segundo lugar, do deputado Benjamin Maranhão.

Diante do desfavorável quadro de alianças políticas, a desistência de Maranhão já passou a ser admitida nas últimas horas, apesar da alternativa derradeira de tentar uma chapa ‘caixão’, com os poucos nomes que ainda restam no partido com alguma musculatura eleitoral

Ta na área.com

Essa matéria já foi vista 423