Moradores de São Bento fazem “Barramento” no rio para auxiliar no retorno do abastecimento de água.

816

A população de São Bento, Sertão do Estado, preocupada com a situação hídrica atual, se mobilizou e, juntamente com a ajuda da Prefeitura Municipal, de empresas locais, que necessitam diretamente do abastecimento da água, e da população ribeirinha, construíram na manhã desta terça-feira (09), uma barricada para fazer o barramento da água nas margens do Rio Piranhas, para auxiliar na captação realizada pela Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba (CAGEPA).

Outro fator que contribui para a retomada do abastecimento é o aumento da vazão da água liberada pelo açude de Coremas para 2,0 m3/s. Aumento esse que já estava programado, e que ocorreu nesta segunda-feira (08). 

De acordo com o coordenador da agência da CAGEPA de São Bento, Mazinho, o mesmo se fez necessário para que as bombas consigam realizar o processo na captação de água para os municípios de São Bento, Brejo do Cruz e Belém do Brejo do Cruz, retomando assim, o abastecimento desses municípios. “Sabemos que o difluente de Coremas foi aumentado, e com o barramento, retornaremos nosso abastecimento com mais rapidez. Acreditamos que a partir desta quinta-feira, possamos retornar a normalidade”, disse Mazinho.

O abastecimento de água na região foi suspenso na tarde do último sábado (06). Em comunicado, a Companhia informou que a interrupção no fornecimento foi devido ao baixo nível do Rio Piranhas, e pelas lâminas d’água estarem baixas, as bombas da CAGEPA não conseguem fazer a captura.

INFORMATIVO

A CAGEPA divulgou também um informativo, explicando a situação atual da operação das captações de água nos rios Piancó e Piranhas, destinadas ao abastecimento público. Leia abaixo, na íntegra:

INFORME
1. Conforme entendimentos com a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba – AESA, o Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte – IGARN e o Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios Piancó – Piranhas – Açu – CBH-PPA, a fim de restabelecer as condições mínimas para operação das captações de água nos rios Piancó e Piranhas destinadas ao abastecimento público dos municípios do estado da Paraíba, solicitamos à Companhia Hidro Elétrica do São Francisco – CHESF o aumento da abertura da válvula dispersora do by pass da Unidade Geradora 02 da Usina Coremas, de forma que a descarga resultante para o rio Piancó seja igual a 2,0 m³/s (2000 L/s).
2. Informamos ainda que a referida manobra será realizada em 08 de maio de 2017 e será acompanhada por colaboradores do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS e da PROJECTE, empresa contratada pela ANA para prestação de serviços técnicos de apoio à gestão de recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio Piranhas-Açu.
3. Reiteramos que, em conformidade com deliberação do Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios Piancó – Piranhas – Açu – CBH-PPA na 16ª Reunião Ordinária realizada nos dias 06 e 07 de abril de 2017, as descargas do sistema formado pelos açudes Curema e Mãe D’Água serão as mínimas necessárias à operação das captações para abastecimento público dos municípios da Paraíba, sendo permitidos os usos para consumo humano e animal e proibidos os usos para irrigação, aquicultura, indústria e demais usos consuntivos, nos termos da Resolução Conjunta ANA, IGARN e AESA n.º 1.396/2016.
4. A evolução dos níveis d’água e das vazões ao longo dos rios Piancó e Piranhas será acompanhada pela PROJECTE nos próximos dias, de forma a orientar decisão técnica dos órgãos do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos sobre a redução ou a manutenção da descarga do açude Coremas para o rio Piancó.

Mais São Bento com São Bento em Foco

Essa matéria já foi vista 1825