PM da Paraíba expulsa soldado patoense preso por furto e cabo por homicídio

145

Um soldado e um cabo da Polícia Militar da Paraíba (PMPB) foram afastados definitivamente da corporação neste fim de semana. O primeiro foi flagrado furtando objetos que estavam dentro de um carro em Patos. O outro foi condenado por um homicídio que ocorreu há quase 15 anos em Pernambuco.

As decisões foram publicadas no Diário Oficial do Estado no sábado (11). De acordo com a publicação, assinada pelo Comandante Geral da PMPB, coronel Euller Chaves, o soldado,José Roniclécio Alves, de 32 anos, foi preso em flagrante em outubro de 2014 por levar objetos de um veículo no estacionamento do Hospital Regional de Patos.

O furto foi registrado por câmeras de segurança e o agente foi encaminhado à delegacia da cidade, onde teria assumido o crime. O texto ressalta ainda que todos os princípios de ampla defesa e contraditório foram respeitados. Dessa forma, o soldado foi afastado defitivamente e não fará mais parte dos quadros da PM.

Já o cabo Francisco de Assis Araújo de Alencar, de 46 anos, foi condenado em 2013 a 15 anos de prisão após ser apontado como um dos mandantes do assassinato de um sargento da PM de Pernambuco. O crime aconteceu no dia 15 de maio de 2002, na cidade pernambucana de Santa Terezinha. A vítima, um sargento, trabalhava no Destacamento Militar do município quando foi atingido por tiros disparados por dois homens numa moto.

Ainda de acordo com a publicação, o crime foi praticado porque o sargento havia apreendido um carro de um homem que fazia parte de um grupo criminoso do qual o cabo também participava. O texto também ressalta que todas as formalidades do processo administrativo foram cumpridas, respeitando o amplo direito de defesa.

Essa matéria já foi vista 382

Fonte – G/PB