Prefeito de Sousa diz que ações contra ele são de “brincadeira” e alerta adversários: “Serão oito anos”

179

Após nova condenação no Superior Tribunal de Justiça no “Caso das Cores”, o prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PSB), em entrevista coletiva no começo desta semana declarou que houve interferência política nessa ação judicial. “Essa ação das cores eu perdi lá por interferência política. Dentro do tribunal todo mundo sabe disso”. Argumentou o socialista.

Tyrone faz desabafo após perder no STJ por 10 x 0 no processo das cores: “Injustiça, não foi fácil”

De acordo com o prefeito sousense, o STJ “carimba” as decisões dos tribunais estaduais, e criticou: “É uma celeridade estranha. Acho que tem gente interessada em nos enfraquecer”.

Tyrone também reclamou do teor das ações contra ele: “As ações contra mim são assim de brincadeira. É uma ação porque pintei os prédios”.

O socialista disse ainda que estão querendo lhe abalar e retirá-lo da prefeitura no “tapetão”. “Ninguém vai me intimidar. Tenho força para superar e os adversários que me querem o mal vão ter que se acostumar em me ver aqui por oito anos trabalhando por Sousa”. Declarou Tyrone

Decisão
O pleno manteve a decisão por 10 x 0, condenando o gestor municipal por ato de improbidade administrativa nas eleições de 2008 por ter usado as cores da campanha em todos os bens públicos do município.

DIÁRIO DO SERTÃO

ESSA MATÉRIA JÃ FOI VISTA 587