Prefeito eleito promete tirar São Bento do abandono, da crise administrativa e resgatar o setor produtivo

168

O município de São Bento, no Sertão, a 375 km de João Pessoa, já foi símbolo de pujança. Encravado na divisa da Paraíba com o Rio Grande do Norte, a cidade era exemplo do progresso. Com a fabricação 12 milhões de redes de dormir por ano não havia desemprego no município. Hoje vive à sombra do passado. “A cidade experimenta agora o caos social, politico-administrativo, ético e uma economia capenga”, lamenta o prefeito eleito.

O retrato da cidade que vai ser governada pelo médico Jarques Lúcio Silva (DEM), que obteve 11.234 votos (50,10%) dos 26.218 eleitores de São Bento, ainda é mais grave: enfrenta, principalmente, problemas nos serviços de Saúde, Educação e Limpeza Urbana.

“O lixo se acumula pelas ruas, não há merenda para o alunado e nem transporte público para os estudantes. A maior gravidade, no entanto, está na falta prestação do serviço saúde com postos fechados e sem medicamentos”, destacou o futuro prefeito ao ClickPB ao assumir o compromisso de concluir as obras do hospital público municipal, cujo trabalho começou em 2001, e 15 anos depois continua sendo apenas um ‘esqueleto’.

Jarques Lúcio promete nos próximos quatro anos -2017 a 2020 -, tirar São Bento dos escombros a que foi renegada.  “É uma cidade atípica. Um diamante bruto que falta lapidar e nó vamos fazer isso”, garante o democrata ao anunciar apoio total ao empreendedorismo.

O prefeito eleito também já definiu a realização de um grande evento na cidade: a realização da Primeira Expor São Bento (feira de produtos e derivados da rede). O evento, inclusive, já data para a realização: o mês de setembro. “Serão três dias – 6, 7 e 8 – que vamos expor em praça pública nossa principal atividade”, revelou.

De acordo com Jarques Lúcio, o 1º Expor Têxtil  São Bento já conta com o apoio do Sebrae, do governo do estado, através do programa Empreender, e de outras instituições públicas. Ele lembra que o governador Ricardo Coutinho (PSB) disse durante encontro de prefeitos realizado em João Pessoa, que o Programa Empreender deverá disponibilizar de R$ 25 milhões a R$ 27 milhões em 2017.

O prefeito eleito também anunciou para 2017, o início das atividades da Escola Técnica Estadual de São Bento,cuja obra foi inaugurada pelo governador Ricardo Coutinho em setembro deste ano. A escola teve investimentos de mais de R$ 13 milhões e vai abrigar, inicialmente, dois cursos ligados diretamente o setor produtivo do município: administração e atividade têxtil.

Jarques Lúcio garante que a 13° cidade mais populosa da Paraíba (Em 2015, segundo o IBGE, a população de São Bento era estimada em 33.464 habitantes) durante sua gestão deixará de ter vergonha do abandono da cidade e da falta de serviço público.

CLICKPB

Essa matéria já foi vista 3498