Preso em PE, falso pastor também é investigado na Paraíba

232

Preso suspeito de estuprar a enteada, de 14 anos, em Pernambuco, um homem de 45 anos afirmava ser pastor e, de acordo com a polícia, usava desse artifício para conquistar a confiança de crianças. Ainda segundo a Polícia Civil, o acusado já foi condenado por estuprar a filha, na época com 12 anos, e estava foragido.

Os policiais investigam ainda o envolvimento do falso pastor em um caso de violência sexual na Paraíba. De acordo com o delegado Darlson Macedo, o suspeito viajava para o estado em missões da igreja da qual ele é membro e usava isso como um disfarce. O homem se passava por pastor evangélico e praticava os abusos.

Em relação ao abuso sexual praticado contra a própria filha em 2010, foi a mãe da menina que notou o abuso e denunciou o ex-companheiro. Segundo a polícia, ele fugiu assim que foi denunciado. Já no caso da suspeita de estupro da enteada, o pai biológico que percebeu que a filha estava sendo abusada, no entanto, não imaginava que era pelo padrasto, que nega os crimes.

Preso no município de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, o acusado foi encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima.

PB Agora

Essa matéria já foi vista 451