Ultima sessão da câmara são-bentense foi presidida por Márcia Roberta. E saúde mais uma vez debatida

347

Na sessão ordinária da câmara municipal de São Bento, a saúde pública voltou a ser tema de debate. Rogaciano Araújo (PSB) disse estar ouvindo bastante reclamações populares, e falou da convocação da secretária municipal; “Sobre os reclames referente ao hospital, diariamente tem, mas a secretária virá aqui, ela é técnica, vai nos dar respostas sobre as reclamações dando esclarecimentos. Vejo demais os pacientes falando em rede social, questões de acompanhantes sendo proibidos”; disse.

Mas Domilson Ferreira (PMDB) respondeu logo; “Não há proibição do hospital do paciente ter acompanhante, sou ser seguido por ele em transferência, apenas houve um caso recente que o paciente estava grave e foi preciso um médico acompanha-lo por importar demais a vida do paciente e não cabia o acompanhante”; lembrou.

Artur Araújo (DEM) pediu reconhecimento ao trabalho; “O hospital de São Bento tem uma demanda muito maior do que sua capacidade, até física, as pessoas devem reconhecer honestamente as ações que são feitas pela direção hoje em dia”; o vereador trouxe detalhes sobre o programa Mais Médicos; “Perdemos o Mais Médicos pra esse ano, porque ano passado não renovaram, o governo federal paga tudo do Mais Médicos e não temos mais e estamos gastando mais por isso”; contou.

Na sessão, a presidência foi de Márcia Roberta (PMDB), e ela agradeceu a oportunidade; “Agradecer ao presidente Zé Carnaúba em homenagem durante o mês de março, em que as mulheres presidiram os trabalhos”; lembrou.

Na sessão houve visita dos professores da escola municipal Dr. Jarques.

Faltaram aos trabalhos, Adaildo e Alex Dantas, ambos do PSB.

mais São Bento com Clinton Medeiros

Essa matéria já foi vista 1842