Vereador chamou ex-prefeito de São Bento de “desastre total”

185

Em discurso o vereador Artur Araújo (DEM), que é líder do atual prefeito de São Bento, Jarques Lúcio (DEM) não poupou de criticas duríssimas o anterior gestor local, Gemilton Souza (PSB), desvio de recursos e chama-lo de laranja foram alguns dos pronunciados em fala recente na câmara.

“O prefeito de agora nós vamos encontrar, e o anterior ninguém encontrava e nem resolvia nada, o atual fica até sete da noite na prefeitura, e não faço política com prefeito fantasma e esse aí não é, senão não seria líder. Com o prefeito anterior eu sei usar os adjetivos adequados, ele era fantasma, fantoche, laranja, a opinião é de quarenta mil são-bentenses, foi um desastre total na sua administração, foi, e se sente magoado por isso, e se isso é ofensa pessoal a ele, vai ter de arrumar outro argumento, o município ficou devendo sessenta milhões de reais, é mentira? Nove meses de salários atrasados com servidores, é mentira? O dinheiro do hospital e do convênio das casas populares sumiu do convênio, num sei quem tirou, mas o responsável era ele (Gemilton), legal e moral, se algum secretário foi que tirou ele precisa ir lá nas autoridades e dizer, eu num tô dizendo que o prefeito tirou e botou no bolso, não digam amanhã que eu disse que ele roubou, mas era o responsável, foi uma gestão desastrosa”; atacou.

Isso tudo começou porque em fala anterior a de Artur, Adaildo Dantas (PSB) acabou o citando e acusou de descumprir o regimento da casa legislativa; “Se deixar ele toma de conta do horário todo, defende o governo e só fala mal do anterior, e eu fiz três pedidos ao líder e não trouxe resposta, sobre o coveiro da Barra de Cima, ainda chega atrasado na sessão e um projeto aprovado por ele que o vereador passando das sete da noite não pudesse mais estar nos trabalhos. O líder do prefeito bate no gestor passado, chama de fantoche, mas se sabe que o prefeito Gemilton e o vice John resolviam questões de saúde de nossa cidade, Gemilton é um homem de bom coração, usar a tribuna para sempre atacar e denegrir a imagem do antigo eu não concordo”; tinha falado.

Fabrício Beserra (PP) também falou do atraso de Artur e leu a lei da câmara; “O vereador só poderá participar das reuniões até as dezenove horas, vamos tentar cumprir o horário, não devemos deixar corriqueiro o atraso”; trouxe.

Por fim, Domilson Araújo (PMDB) minimizou o ocorrido; “Em cinco anos de vereador, sempre houve atraso aqui nas sessões”; finalizou o clima tenso.

Clinton Medeiros

Essa matéria já foi vista 1854