Domingo, 18 de Abril de 2021
00 00000-0000
Paraíba Decreto

Decreto de estado de calamidade pública é renovado pelo governador João Azevedo

Decreto de estado de calamidade pública é renovado pelo governador João Azevedo

20/03/2021 13h13
1.044
Por: Mais São Bento
Decreto de estado de calamidade pública é renovado pelo governador João Azevedo

O decreto de estado de calamidade pública foi renovado pelo governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) por mais 180 dias (seis meses) devido à pandemia de Covid-19. O ato foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (20).

A prorrogação toma por base as informações contidas no Formulário de Informações de Desastres (Fide) em virtude da pandemia do coronavírus.

De acordo com a publicação, o decreto tem por finalidade promover ações de prevenção, preparação, mitigação, resposta e recuperação frente à pandemia da Covid-19. “O Estado de Calamidade Pública, autoriza a adoção de todas as medidas administrativas necessárias à imediata resposta por parte do Poder Público à situação vigente”, destaca trecho.

Com o decreto, as aquisições de bens e serviços podem ser feitas com dispensa de procedimentos licitatórios, “autorizando a assunção de despesas com flexibilidade às normas de empenho orçamentário”. Além disso, o Estado ainda pode requisitar bens móveis e imóveis privados, serviços pessoais e utilização temporária de propriedade particular, “desde que sejam estrita e efetivamente necessárias a minorar o grave e iminente perigo público, observadas as demais formalidades legais”.

 

Conforme o texto, ficam mantidos o Decreto estadual nº 40.134, que decretou estado de calamidade pública, e o Decreto estadual nº 40.645, que decretou situação anormal caracterizada como situação de emergência as áreas dos municípios que especificou em decorrência da estiagem.

Repecutpb 

Essa matéria já foi vista 488

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.